8 FATOS TRÁGICOS SOBRE EVA BRAUN, A ESPOSA DE HITLER



1 - Ela realmente amava Hitler

Aparentemente, essa garota de 17 anos de idade se apaixonou pelo o homem de 40 anos de idade que veio encabeçar o infame terceiro reich alemão.
Eva Braun conhece Hitler antes de sua acensão ao poder. Seu primeiro encontro com o futuro führer foi em 1930. É dito que foi amor a primeira vista.
Ela passou um bom tempo saindo junto ao futuro ditador para operas, jantares e filmes até que se convenceu que estava realmente apaixonada por ele.

2 - Hitler estava apaixonado por outra

Aqui as coisas começam ficar abusivas. Quando Eva e Hitler começaram um relacionamento, Adolf já vivia com outra mulher, Geli Raubal (que por acaso era sua sobrinha). Hitler era perdidamente apaixonado por essa mulher, porém não era correspondido.
Em 1931 Geri diz a Adolf que estava indo embora para Viena para casar-se com outro homem. Os dois discutiram naquela noite e no próximo dia Geri foi encontrada morta. Ela havia se suicidado.
Eva estava lá para consolar o coração partido de seu amante. Nesse momento foi quando o relacionamento dos dois se concretizou.

3 - Hitler Traia Eva constantemente

Hitler teve mais 7 relacionamentos depois de Eva Braun, e seguindo o padrão de Geli Raubal, todas as mulheres envolvidas tentaram suicídio pelo menos 1 vez. Hitler traiu Eva diversas vezes ao longo de seu relacionamento com a Alemã.
Um dos casos conhecidos foi o envolvimento de Hitler com a atriz e cantora Renate Muller. Hitler havia chamado a atriz para fazer parte das propagandas do regime, mas é claro, que havia segundas intenções ali. Eles acabaram tendo um caso e Eva Braun sabia disso. Em 1937 Renate Muller se mata pulando de um prédio, seguindo o caminho das outras amantes do ditador.

4 - Eva Braun deu um tiro no seu próprio coração

Bom, aparentemente era onde ela estava mirando. Devido as constantes traições de Hitler, Eva decide fazer algo sobre isso e mira uma arma contra seu próprio peito. Ela puxa o gatilho e a bala erra seu coração.
Percebendo que ainda estava viva, Eva chama o médico particular de Hitler para socorre-la. A maioria das pessoas da época acreditaram que isso foi um pedido de atenção. Hitler foi ao hospital com flores e promessas de cuidar de Eva Braun.

5 - Hitler sempre escondeu seu relacionamento

Ninguém sabia do relacionamento dos dois e Adolf queria que continuasse desse jeito. Muitas vezes Hitler forçava Eva a se esconder perto de outras pessoas.
Quando Hitler estava com amigos mais antigos em casa, ele deixava Eva interagir e agir abertamente. Todavia, quando um oficial ou alguém de seu gabinete aparecia, ela era encaminhada para um quarto onde ficava esperando permissão para sair. Os amigos do ditador a descreviam como uma mulher "profundamente triste e profundamente apaixonada".
Hitler também dizia abertamente para os amigos de Eva e seus camaradas que "Um homem altamente inteligente deve escolher uma mulher primitiva e estúpida, Imaginem, se além de tudo, eu tivesse uma mulher que interferisse no meu trabalho! Na minhas horas de lazer eu quero ter paz."
Como alguém poderia se apaixonar por um monstro manipulador como esse?

6 - Eva tentou ter uma overdose com pílulas para dormir

Em 1935, após ficar 3 meses sem sequer receber um "oi" de Adolf, Eva soube que o Führer estava passando seu tempo com outra mulher. Dessa forma resolveu tomar uma atitude.
Eva escreveu em seu diário: "Deus, eu temo que ele não vai me responder hoje. Eu decidi tomar 35 pílulas dessa vez e com certeza não haverá volta. Se pelo menos ele tivesse chamado alguém". Eva esvaziou um pote inteiro de pílulas para dormir, tomando todos de uma vez.
Novamente o suicídio não deu certo e ela corda no hospital com seu "amado" Hitler segurando flores, implorando seu perdão e fazendo promessas que não iria cumprir. Essa foi a segunda tentativa de suicídio de Eva, na terceira não haveria uma próxima.

7 - Eva se recusou sair do lado de Hitler

Aliados já estavam avançando para a tomada da Alemanha e os soviéticos chegando cada vez mais perto, Eva Braun recusou-se partir.
Em 1944 ela escreve uma carta indicando abertamente sua intenção de se matar caso Hitler morresse. Ela escreveu "Você acha que eu o deixarei morrer sozinho? Ficarei com ele até o ultimo momento. Eu já planejei tudo exatamente. Ninguém pode me parar"
Dessa forma aconteceu. Ao fim de tudo, ela se junta a Hitler em um bunkersubterrâneo e se prepara para morrer.

8 - A morte de Blondi foi mais trágica que a morte de Eva para Hitler

Blondi não era nada menos que a pastora alemã de Hitler. Sim, a morte de sua cachorra teve mais impacto do que a de sua "amada". Eva sempre reclamou que Hitler deu mais atenção para Blondi do que ele tinha dado para ela em toda sua vida.
Uma enfermeira que estava no bunker disse que quando foi dado a cápsula de cianeto para Blondi, e assim que a cadela morreu, Hitler ficou inconsolável. O líder nazista chorou em desespero ao ver sua cachorra morta.
Quando foi a vez de Eva, a enfermeira conta, não havia uma pessoa ali dentro triste pela morte da jovem, inclusive o próprio Hitler. Eva morreu cercada pela indiferença.
8 FATOS TRÁGICOS SOBRE EVA BRAUN, A ESPOSA DE HITLER 8 FATOS TRÁGICOS SOBRE EVA BRAUN, A ESPOSA DE HITLER Reviewed by Redação on 12:06 Rating: 5

Nenhum comentário

Image Link [https://scontent.fmgf1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/26907960_326449137867765_6042693685053291083_n.png?oh=fea8f57400b9532c6cd0d110f5682569&oe=5B237934] Author Name [Fatos Incrível] Author Description [Redaçao do Fatos Incrível, apaixonado por curiosidade, seu hobby é viajar pelo mundo e trazer curiosidades incrível para que todos saibam] Facebook Username [fatosincrivel] Twitter Username [fatosincrivel] GPlus Username [111130603617382430166] Pinterest Username [#] Instagram Username [fatosincrivel]