7 pessoas que nunca existiram mas enganaram muita gente

1 – Araki Yasusada

Yasusada foi supostamente um sobrevivente de Hiroshima cujo filho descobriu sua poesia pouco tempo depois dele morrer. As publicações das suas poesias divulgadas nos anos 80 e início dos anos 90 causou um grande “estrondo”. Mas infelizmente, o trabalho em si tinha pistas de que não era original, fazendo referência a coisas que não existiam ou que eram desconhecidas para quem vivia no Japão na época em que foram escritas. Existem boatos de que o verdadeiro escritor fosse Kent Johnson, mas isso nunca foi confirmado.

2 – Allegra Coleman


Ainda no ano de 1996, a revista Esquire publicou um artigo sobre uma celebridade inexistente chamada Allegra Coleman. Porém, o artigo tinha como objetivo fazer uma sátira por parte de fofocas de celebridades da época, e eventualmente, a revista revelou isso. Bom, ela pode até não ter existido, mas o lado positivo é que o artigo da revista ajudou a lançar a carreira da atriz Ali Larter, que era a modelo para Coleman.

3 – Coronel Tomb

Esse é um lendário piloto de caça vietnamita, resultado de um mal entendido de sinais de chamada de rádio com um nome. Mais claramente, a prática vietnamita de atribuir estrelas de vitória a um avião independente de quem o pilota. Aré hoje não existem registros de um coronel chamado Tom dentro do exército vietnamita.

4 – John Barron

Donald Trump não precisava de um porta-voz na década de 80, mas havia vários casos em que ele queria ter um. O caso foi que Donald Trump fingiu ser seu próprio porta-voz em várias entrevistas. Ele conversou com vários jornalistas se passando pelos seus assessores, o tal John Barron. Em um dos casos, uma repórter ligou para Trump para fazer uma entrevista sobre o fim do seu casamento de 12 anos. Bom, a jornalista recebeu um telefone de John Barron, que tinha uma voz idêntica a de Trump.

5 – Kaycee Nicole

Em 1999, os usuários da internet em todo o mundo foram movidos pelo blog Living Colours, que descrevia a luta de uma adolescente com leucemia até sua morte no ano seguinte. Os detalhes dessa história convenceu muita gente de que era real, e esses mesmos também provaram uma farsa. O problema é que algumas partes da história eram reais, outras não. Debbra Swenson adotou partes da história e imagens de sua filha, mas muita coisa era inventada.

6 – Margaret B. Jones

Às vezes, uma história é muito boa para ser verdade. Nesse caso, uma mulher caucasiana e rica, que vivia com os pais, apresentava-se como uma meia filha adotiva nativa americana que crescer em meio a gangues, apenas para superar as dificuldades e deixar seu passado para trás. Margaret Slter escreveu e vendeu livros que não passavam de pura mentira.

7 – Halifax Slasher

Esse é o resultado da histeria em massa, embora alguns continuem a insistir que é realmente um criminoso nçao identificado. Em novembro de 1939, as pessoas em Halifax relataram ter sido atacadas por um homem excêntrico com uma faca. Uma investigação intensa por detetives e cidadãos não teve nenhum resultado, e pouco tempo depois, uma vítima confessou ter causado seus próprios fertimentos, provocando uma série de confissões semelhantes. Os investigadores consideraram o caso uma farsa, e resolveram encerrar o caso.
7 pessoas que nunca existiram mas enganaram muita gente 7 pessoas que nunca existiram mas enganaram muita gente Reviewed by Redação on 13:06 Rating: 5

Nenhum comentário

Image Link [https://scontent.fmgf1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/26907960_326449137867765_6042693685053291083_n.png?oh=fea8f57400b9532c6cd0d110f5682569&oe=5B237934] Author Name [Fatos Incrível] Author Description [Redaçao do Fatos Incrível, apaixonado por curiosidade, seu hobby é viajar pelo mundo e trazer curiosidades incrível para que todos saibam] Facebook Username [fatosincrivel] Twitter Username [fatosincrivel] GPlus Username [111130603617382430166] Pinterest Username [#] Instagram Username [fatosincrivel]